Professor surta e faz alunos reféns em Instituto Federal | Águas Lindas News
Professor surta e faz alunos reféns em Instituto Federal
10/05/2019 às 22:59
Foto: Reprodução/TVCA

A Polícia Militar foi acionada na manhã desta sexta-feira (10) para o Instituto Federal de Educação (IFMT), em Cuiabá, a pedido da direção da unidade. De acordo com o vice-diretor da escola, Macos Vinicius, um dos professores trancou quatro alunos em um dos laboratórios durante um “surto”. Os alunos já foram liberados e o profissional recebe atendimento psicológico. O instituto foi esvaziado, ninguém ficou ferido.

Conforme apurado, o professor estava no laboratório de geoprocessamento ministrando uma aula de agricultura, quando os alunos começaram a ficar impacientes e o professor acabou “surtando”. Informações oficiais revelam que profissional está em tratamento contra a depressão e que nunca houve reclamações quando a postura dele. Essa é a primeira vez que ocorre algo desse tipo.

O vice-diretor do instituto, Marcos Vinicius, afirma que a PM e o Samu foram chamados por motivos de protocolo e que a instituição dará todo o suporte para que o professor se recupere e possa dizer o que aconteceu. “Ele é um servidor, um ótimo professor, mas que foi acometido por um surto. Ele não é nenhum criminoso, chamamos a Polícia Militar e o Samu porque faz parte do protocolo da instituição, uma prevenção que a gente tem para que não acontecesse nada de pior com os alunos e nem com ele mesmo. Ele está sendo encaminhado para a UPA para receber atendimento e depois irá prestar esclarecimentos sobre o que aconteceu”, diz.

De acordo com a PM, o profissional estava em um laboratório com várias ferramentas e no momento do “surto”, ele estava com um machadinho na mão, mas que em nenhum momento foi utilizado para ameaçar os alunos. Os militares negociaram com ele a soltura dos alunos e posteriormente o encaminharam para atendimento médico. Após receber alta ele prestará depoimento para esclarecer os fatos. As aulas foram canceladas nos três turnos, cerca de 2.850 alunos foram liberados das atividades nesta sexta-feira.

As informações são do Olhar Direto

Deixe seu comentário